domingo, 17 de outubro de 2010

Diário de Bordo - Quinto e Sexto dia


Olá amigos.


Escrevo este relato agora em solo brasileiro. Peço perdão pela demora em postar as ultimas notícias.


O quinto dia talvez tenha sido o mais emocionante de todos. Imagine um salão lotado de jovens cineastas, que corriam contra o tempo para terminar seus filmes, e entregar as duas cópias exigidas a curadoria do festival que ficava em outra parte da cidade no tempo determinado, ou seja, antes da meia noite.

As 11:30 da noite nenhum grupo tinha as duas cópias, e todos os grupos estavam tensos, pois a não entrega do material em tempo hábil resultava na desclassificação da competição.

O grupo da Carolina foi o primeiro a conseguir, saindo de lá sobre fortes aplausos, e assim foi se sucedendo com cada grupo que saia de lá.

Ao chegar no lugar determindado, havia um corredor humano, nos esperando com câmeras fotográficas e filmadoras para registrar todo o momento.

Infelizmente, nem todos conseguiram chegar antes da meia-noite.


O sexto dia, foi o grande dia, as 19h, todos estavam na Casa de cultura, onde conheceríamos os grandes vencedores. Foi uma bela festa, após as solenidades, todos os trabalhos foram exibidos para um teatro lotado.

Tivemos a grande felicidade de ver o filme: "Luto como mãe" de Luis Carlos Nascimento, ser premiado como melhor longa-metragem documentário.

E dentre os cinco grupos, o grande campeão foi o grupo 2 com o curta: "Ex-pression" onde Carolina Merat atuou na produção.


Parabéns a todos os participantes, e que venham outros desafios.


Diogo Mirandela.


2 comentários:

  1. Estou hiper-orgulhoso dos meus amigos!!!!!!!!!1

    PARABÉNS!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Muito, muito orgulhosa. Parabéns pessoas queridas!

    ResponderExcluir